Home > Marist World > Portugal: Homenagem ao Físico Irmão Carlos Tesche

 



Wherever you go

Rule of Life of the Marist Brothers


 



 


Social networking

Marist Brothers

RSS YouTube FaceBook Twitter

 

Today's picture

Fiji: 3rd Chapter of the District of the Pacific

Marist Brothers - Archive of pictures

Archive of pictures

 

Latest updates

 


Calls of the XXII General Chapter



FMSI


Archive of updates

 

Marist Calendar

13 December

Saint Lucy

Marist Calendar - December

Homenagem ao Físico Irmão Carlos Tesche

 

Archive: 2019 | 2018 | 2017 | 2016 | 2015 | 2014 | 2013 | 2012 | 2011 | 2010 | 2009 | 2008 | 2007 | 2006 | 2005 | 2004

18/11/2019: Portugal

 

O Irmão Carlos Tesche, marista, professor de Física durante inúmeros anos na Universidade de Luanda foi homenageado, em 17 de novembro, em Lisboa, na sede da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. Foi uma homenagem internacional que os Físicos desses países lhe prestaram, no DIA MUNDIAL DA CIÊNCIA PARA A PAZ. Foi o reconhecimento do valor intelectual e apostólico do Irmão Carlos Tesche.

Os professores Augusto Barroso, da Universidade de Lisboa e Antonio Mussungo da Universidade de Luanda foram os oradores da homenagem. O professor Mussungo, antigo aluno do Irmão Carlos apresentou o histórico do seu professor em Luanda, dentro do contexto da presença marista em Angola. O professor Barroso, seu colega de estudos e amigo qualificou-o como um HOMEM BOM. Do longo apanágio de 4 páginas do Professor Barroso, retiro quatro notas.

1. “Depois da independência de Angola e da luta armada que se seguiu, os alunos e professores do Colégio Cristo Rei foram fugindo. A certa altura, no colégio só estavam o Irmão Carlos e o cozinheiro. As balas atingiam a fachada do edifício e o Carlos Tesche transferiu a sua cama para o balneário dos antigos alunos, porque era uma divisão sem janelas e continua a ajudar os que precisavam…”.

2. “Foi o iniciador da colaboração entre a Faculdade de Ciências de Lisboa e a Universidade Agostinho Neto de Luanda e nessa qualidade viajei várias vezes a Angola. Muitas vezes me levou a jantar a sua casa. Conheci alguns dos seus amigos e antigos alunos e pude apreciar o grande apreço em que era tido por todos…”.

3. “O Carlos continuou a ensinar na Universidade, até se reformar, e até à sua morte, no Colégio Cristo Rei que o Estado Angolano, entretanto devolveu à Congregação, em 1994. Nestes últimos anos foi ainda mais intensa a sua dedicação à formação dos jovens”.

4. “Brasileiro por nascimento, português por formação, moçambicano e especialmente angolano pelo trabalho e pelo coração, que melhor exemplo poderíamos ter encontrado para ilustrar o espírito de colaboração que enforma os diferentes países de expressão portuguesa. Foi um cidadão ilustre da Comunidade dos Países de expressão portuguesa. Não escreveu tratados sobre a cooperação nem disse como se deve tornar mundo melhor. Fez o difícil: tornou esse mundo um bocadinho melhor. ERA UM HOMEM BOM”.

Os Irmãos Richard de Angola e os Irmãos Ruas e Teófilo, antigos alunos de Física do Irmão Tesche representaram os Irmãos Maristas nessa homenagem.

___________
Ir. Teófilo Minga

377 visits